segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

O caminho contrário! Remoção de pigmentos!

Tem me chamado muito a atenção nos grupos do Face que cada vez mais os procedimentos de despigmentação estão com as informações muito desencontradas e até com informações erradas mesmo. 

E com isso resolvi escrever este post não para dizer o que é verdade ou mentira ou para dizer que tal procedimento é certo ou errado, mas para juntos buscarmos os melhores parâmetros para chegarmos a um entendimento mais seguro e claro mais científico. 

Em primeiro lugar deve ficar bem claro que  a despigmentação deve ser a última manobra a ser cogitada. Sim, pois uma despigmentação é um procedimento lento, doloroso que expõe a pele da cliente a infecções sérias, possibilidade de cicatrizes e nem sempre é tão necessária assim. Quando conhecemos o nosso trabalho e seus recursos nos damos conta de que existem inúmeros recursos melhores e mais seguros.

Por exemplo quando temos sobrancelhas com cores claras, mas com desenho inadequado, eu poderia sugerir que fosse feito o novo desenho com a Micropigmentação aproveitando o máximo do desenho antigo e só despigmentar o que ficaria de fora deste novo designer. Claro que neste caso se a as sobrancelhas apresentassem uma cor inadequada também seria possível recorrer a neutralização.

Quando temos as sobrancelhas mais escuras, eu seguiria o mesmo pensamento até clarear a porção delimitada pelo novo desenho, porém só faria a Micropigmentação deste novo desenho após o real clareamento da parte que foi deixada de fora do projeto de Micropigmentação. A camuflagem pode ser um tiro no pé e deve ser bem estudada antes de ser aplicada.

Quando temos um trabalho com desenho grosseiro eu prefiro despigmentar o suficiente para tornar este desenho mais delicado. Se a cor está inadequada eu avalio esta cor e decido qual a melhor técnica para realizar a despigmentação. Sobrancelhas vermelhas requerem conhecimento de Colorimetria Avançada e definir se há no local restos de pigmento ou se trata apenas de uma cicatriz crômica. Se o problema for esta cicatriz não adianta recorrer a despigmentação pois cada vez ficará mais vermelho o resultado.

Se a vontade da cliente for ter sobrancelhas feitas com fios, também avalio a cor e a saturação pois sabemos que quanto maior a saturação mais reflexos frios serão observados. Da mesma forma no caso de profundidade, no entanto é mais complexo avaliar profundidade. Muitas vezes uma neutralização nos dá uma base bonita e perfeita para desenvolver ali um trabalho mais realista sem aqueles fios paralelos que embora sejam supersimétricos não possuem nada de artístico ou de realista. 
Principalmente se a cor estiver clara, conseguimos um efeito esfumado e por cima após a recuperação o trabalho em fios ficará até muito mais bonito e natural, mas se o desenho não estiver bom, a despigmentação mais uma vez poderia ser somente na parte que está prejudicando o projeto.
O que acontece é que o profissional não está se preocupando com a cliente, com a pele e com resultados...ele so quer uma pele livre e nova para fazer o que ele quer. E acaba despigmentando tudo, deixando a pele da cliente sensibilizada e muitas vezes com alterações morfológicas importantes como cicatrizes e manchas... E não deveria ser assim!!! 

Tudo é motivo para despigmentar, tudo mesmo até sobrancelhas que estão bonitas e que pequenos ajustes dariam excelentes resultados. Mas submeter a cliente a dor parece algum castigo por não ter escolhido melhor o profissional...não sei.
Usar o laser é muito bom mas exige cautela e nem todos os casos são tão felizes também, cada caso deve ser discutido com a cliente e prós e contras apresentados e muito bem explicados.  
Tecnicamente falando, tenho visto muita gente mostrando algodão sujo de sangue e ácido ou oxidante nos vídeos e fotos, e isso faz com que o sangue fique com uma cor castanha um pouco amarronzado e alguns profissionais acham que isso seja pigmento saindo. Cuidado, isso não é pigmento saindo e nem significa que está saindo tanto pigmento assim é uma reação do sangue aos produtos mais usados na despigmentação química.

Outra coisa importante a ser dita e sobre a manipulação de ácidos com porcentagens absurdas e sem nenhuma noção do valor de ph. O uso de produtos importados sem reconhecimento na ANVISA também é criminoso.

Vejo tudo isso com muita preocupação pois temos profissionais que caem incautos em falsas promessas de cursos e clientes atendidas por estes profissionais que acreditam estar no caminho certo! Por isso minha maior preocupação ao manter o grupo no Facebook Micropigmentação sem Mistérios é justamente ajudar levando mais conhecimento amplo e geral não só sobre técnicas, mas sobre assuntos pertinentes como Anatomia, Fisiologia, Química...e outros sem no entanto ficar também chato pois nenhum de nós precisa se formar em Medicina para atender com responsabilidade porém precisa sim saber mais do que outros profissionais de beleza pois em nossa profissão nós trabalhamos na pele e todas as reações são sistêmicas ou seja ao fazer a Micropigmentação das sobrancelhas nós mobilizamos todo o corpo nos processos de cicatrização e inflamação por exemplo.

Por isso antes de decidir expor sua cliente ao processo de Despigmentação, seja qual for a técnica eleita, pense em todas as possibilidades antes e converse abertamente mostrando prós e contras com total verdade. Deixe que ela participe na decisão pois ela pode não estar disposta a esperar resultados lentos e seguros.

Bora estudar galera! 


Prof Leo Calheiros e Prof Sidney Duarte



quinta-feira, 24 de setembro de 2015

EVENTOS 2015 - ATUALIZADO



Queridos amigos de profissão, estou disponibilizando para vocês aqui todos meus horários, para que consigamos organizar nossos encontros com antecedência, espero que estejamos juntos sempre.
Priorizamos o conhecimento em todos os eventos e cursos. Vocês terão mais informações em nossos contatos.

Tels.: (21) 3979-0098 / 3899-7755 / 3689-3624 / 9 9919-3624 TIM WPP

E-mail: profleocalheiros@gmail.com

terça-feira, 25 de agosto de 2015

EVENTOS 2015




Queridos amigos de profissão, estou disponibilizando para vocês aqui todos meus horários, para que consigamos organizar nossos encontros com antecedência, espero que estejamos juntos sempre.
Priorizamos o conhecimento em todos os eventos e cursos. Vocês terão mais informações em nossos contatos.

Tels.: (21) 3979-0098 / 3899-7755 / 3689-3624 / 9 9919-3624 TIM WPP
E-mail: profleocalheiros@gmail.com


terça-feira, 30 de junho de 2015

AGENDA DE CURSOS - IDM RJ - JULHO E AGOSTO

Olá, amigos! Estamos com Módulos programados para Julho para a Cidade do Rio de Janeiro e as datas estão abaixo:

19/07/2015 - MÓDULO COLORIMETRIA AVANÇADA - com os Professores Léo Calheiros e Sidney Duarte

20/07 a 24/07 - MÓDULO FUNDAMENTAL PARA INICIANTES - com o Professor Sidney Duarte
27, 28 e 29/07/15 - MÓDULO NIVELAMENTO E ATUALIZAÇÃO (para profissionais) - com o Professor Léo Calheiros

Para reservar sua vaga, entre em contato com a nossa Equipe (Andreon e Monique) nos telefones (21) 3979-0098 / 3689-3624 / 3899-7755 / Cel. 9 9919-3624 ou no e-mail profleocalheiros@gmail.com. 


IDM - Instituto Donna Menina

Rua Aires de Saldanha, nº 92 - Sala 201 - Copacabana - Rio de Janeiro
CEP: 22060-030

quarta-feira, 25 de março de 2015

Estética In São Paulo - Congresso internacional de Dermopigmentação

Fazendo pose de malvados

Amigas queridíssimas Fátima Bahia e Raphaella Bahia


Mais Amigos com James Olaya e Acácio

Amigos queridos

O que falar? Eu, meu filho, as lindas Vania e Maria






Os gigantes da Micropigmentação Edson Higa (Fuji) e Magda Martins (Mag Estética) 
com Léo Calheiros e Sidney Duarte

O meu muito obrigado a cada, professor,  aluno, cada colega e amigo de profissão
Mas tenho que deixar aqui registrado que tudo isso só foi possível
porque tenho uma família maravilhosa, um Pai guerreiro e amigo, 
uma Mãe que sempre acreditou em mim, um irmão que sempre
me apoia e claro um Companheiro de vida, de trabalho e de todos
os momentos. Obrigado Sidney Duarte!

sábado, 3 de janeiro de 2015

Mecânica da mudança de cor! Quer saber mais?


Já me perguntaram várias vezes Prof. Léo Calheiros qual a mecânica da modificação da cor em Micropigmentação de Sobrancelhas. Como isso acontece?

Bom busquei inúmeras pesquisas nacionais e internacionais e fiz um pequeno apanhado mais científico do processo de modificação da cor. Claro que entraremos em um caminho que nos leva além do entendimento de Colorimetria, e exige uma percepção maior da que estamos acostumados a vivenciar principalmente pelo fato de haver a necessidade de entender que a modificação da cor acontece por outros fatores além, claro da reação da melanina com o pigmento implantado.
Todos nós sabemos que a Micropigmentação é o resultado da cor implantada com dermógrafo aparelho que utiliza micro agulhas para este fim. Esta tinta, possui em sua composição vários elementos comuns a uma emulsão, porem como principio ativo teremos pigmentos e corantes em suspensão. Muito comumente ensinamos aos nossos alunos de forma a tornar o entendimento mais simples que devemos sempre analisar o subtom de pele e classificar ele em quente ou frio segundo a prevalência das cores quentes e frias visualizadas na pele, mas nem sempre isso é tão fácil ou simples assim. Da mesma maneira que ensinamos como analisar o fundo de cor da tinta a ser usada, se quente ou fria. Lembrando que vermelhos e laranjas são considerados quentes, azuis e verdes considerados frios.
Com este entendimento primário muitos profissionais aplicam a teoria inversa, ou seja, aplicam tintas de fundo quente em peles de subtom frio. No entanto é provado que há muitas falhas neste processo, e muitos jovens profissionais não conseguem entender pois fazem tudo conforme aprenderam e mesmo assim não funciona, resultando em sobrancelhas cinzas ou rosadas e colocam a culpa exclusivamente no material utilizado.

Sim o material é de grande importância e pode sim determinar a qualidade do resultado, no entanto Colorimetria é uma ciência exata, mas que depende da acuidade visual e da percepção inerente a cada pessoa.  
Além disso, há outros fatores que promovem a mudança significativa da cor da tinta aplicada na pele. Infelizmente pouco vemos este assunto ser abordado. Concordo que é complexo e muitos profissionais desconhecem a necessidade de estudar de maneira mais ampla a Anatomia, a Fisiologia, a Química, a Física, Patologia, Micro imunologia. Claro que não estamos formando médicos, mas somos profissionais de saúde, e lidamos com a vida de seres humanos.
Voltando ao tema principal, vou citar aqui alguns destes fatores que interferem na cor.
A profundidade alcançada pela agulha: Sabemos que a luz atravessa a pele e permite a reflexão da cor da tinta de maneira transepidermica. Por isso quanto maior a profundidade do implante, mais será a reflexão das ondas azuis, resultando em castanhos esverdeados e azulados, tal qual vemos um vaso sanguíneo mais profundo meio azulado e um vaso mais superficial mais vermelho ou menos azul.
A angulação da agulha: Para a grande maioria dos profissionais e não estou dizendo ser certo ou errado, mas para a maioria, a utilização do angulo de 45 graus é mais confortável, mas é fato que nesta angulação a agulha precisa estar mais longa para atingir uma profundidade que no angulo dde 90 graus atingiria, e isso pode favorecer uma variação muito grande de profundidades de aplicação, ou seja resultaria na falta de uniformidade, a medida que ninguém ficaria regulando a escala de graus pra se manter a 45 todo tempo com a mesma precisão e força nas mãos.
Aparelhos: A estabilidade e precisão também são cruciais para a manutenção e uniformidade da cor na pele, se o aparelho não possuir uma precisão adequada, mesmo com todo esforço do profissional haverá desigualdade no implante.
A saturação: Sim a quantidade de vezes que passamos ou aplicamos a tinta sobre a pele também vai interferir, muitas vezes existe o pensamento de que quanto mais vezes passar melhor será a fixação, o que não é verdade, pois é mais importante aplicar menos vezes, agredindo menos, e utilizando baixas velocidades de mão e de agulha. Quanto mais tinta maior será a reflexão da luz, porem a profundidade estará aumentada também revelando mais facilmente o azul luminoso.
Importante lembrar que nós trabalhamos com tintas misturadas e ja prontas e com cores terciárias, se não entendermos isso, dificilmente conseguimos um bom equilíbrio, pois fica tudo muito voltado somente as cores primarias, mas ninguém aplica, azul, vermelho ou amarelo puro na pele do cliente.
Além disso em indivíduos com alta carga de melanina as reações costumam ser desastrosas pois a reatividade do melanócito geralmente é mais alta nestes indivíduos.

Outro fator importante é a alcalinidade de certos anestésicos e produtos recomendados para a fase de cicatrização. A alcalinidade além de alterar quimicamente alguns pigmentos e corantes, também altera a forma como o corpo processa estas moléculas. O mecanismo ainda não foi definido. Muito se fala de fagocitose, mas é precisa estar atento, pois só existira fagocitose se houver digestão celular ou seja se o macrófago dissolver o pigmento. A não digestão descaracteriza a Fagocitose, e toda cadeia inflamatória possui ciclos distintos que devemos entender essa cascata de eventos.
Outros fatores são por exemplo, os tratamentos de pele, como peelings, uso de certos medicamentos, consumo regular de alcool, tabagismo este ultimo além de alteração na cor teremos alterações na fisiologia da pele, inclusive na morfofisiologia do tecido dos lábios.

Um dos fatores que não pode ser esquecido é o tamanho do grão de pigmento usado, se muito grande pode ser expelido mais facilmente e de pouca fixação, se muito pequeno tende a se espalhar e expandir o desenho, alguns autores defendem a necessidade de se manterem entre 6 e 8 micras, mas acontece que uma partícula de óxido de ferro tem menos que isso, o que acontece é que dada eletricidade se atraem por magnetismo e alcançam as vezes mais que 8 micras, por isso outros autores desprezam tal informação, pois isso valeria somente para pigmentos orgânicos.
No caso do Carbono ou melhor dos pretos de base carbônica, eles são amorfos e muito menores as vezes que 1 micra, o que facilitaria e muito a expansão e a migração deste tipo de pigmento na pele até pq não há eletro atração entre eles o que não permite que alcancem maior tamanho com facilidade. Os pigmentos usados também de devem ser miscíveis entre e ter em média a mesma duração ou melhor a mesma capacidade de se manter estável sob ação da luz solar. Por exemplo se uma tinta é composta por corantes e pigmentos com estabilidades muito diferentes teremos uma alteração rápida de cor, poi se os corantes se degradam primeiro teremos os pigmentos refletindo sua cor, de forma inversa se os pigmentos se degradarem rápido demais somente os corantes estarão na pele refletindo sua cor, isso resultara na alteração da cor visualizada. Daí a importância de uma boa mescla entre orgânicos e inorgânicos na tinta usando corantes e pigmentos que tenham estabilidade e fotosensibilidade semelhantes.
Quando voce observar uma sobrancelha Azul ou Verde, lembre-se do Prof. Léo Calheiros que sempre disse que ali existe muito mais que um erro de avaliação da pele ou da tinta usada...vai além da Colorimetria...

fonte:
Darby, D. Why Do Cosmetic Tattoos Change Colour? Part 1.Cosmestic Tattoo, 2013. Disponível em: http://www.cosmetictattoo.org/article/why-do-cosmetic-tattoos-change-colour-part-1.html. Acesso em: 08.11.2014

DARBY, D. Why Do Cosmetic Tattoos Change Colour? Part 2.Cosmestic Tattoo, 2013. Disponível em: http://www.cosmetictattoo.org/article/why-do-cosmetic-tattoos-change-colour-part-2.html. Acesso em: 09.11.2014

DUARTE, S.; CALHEIROS, L. Micropigmentação em Evolução. Revista Profissão Beleza. Ano XII, n. 69, p. 46-47, 2011

GISBERT, M; ORTEGA A; HOFFMANN H. Micropigmentación: Tecnología, Metodología y Prática. Espanha: Editorial Videocinco, 2013. 327p.




Quer saber mais? 
Invista em cursos com conteúdo e com professores com conhecimento de nível superior. Você pode escolher em fazer cursos quebra galho ou buscar uma formação com informação de Excelência!!!
Um novo conceito em Micropigmentação Estética e Paramédica. 
Cursos, Workshop e Palestras.

contato: profleocalheiros@ gmail.com

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Não percam Master Class em Micropigmentação




     Mas um evento de porte para Micropigmentadores. O Master Class é um curso especial, este com enfoque em sobrancelhas fio a fio.

     Alan Spadone dá um verdadeiro show de conhecimento e técnica, trazendo direto da Europa e Estado Unidos todo seu know how para este que será o curso do ano!

Com Léo Calheiros e Simone Bauman.

Se voce não conseguiu se inscrever neste, saiba que o próximo é em Dezembro! Fique de olho!

Encontro Nacional de Micropigmentadores

Foi com imenso prazer que estivemos eu e Sidney Duarte, presentes no 1 Encontro de Micropigmentadores em Itatiba SP no ultimo dia 06 de outubro de 2014. Apresentei uma palestra sobre Realismo e realidades nas sobrancelhas  fio a fio. Foi maravilhoso o evento comandado por Eliana Giareta, uma empresária de sucesso na Micropigmentação e um grande nome no nosso meio.


Estiveram presentes como palestrantes e seus temas:

Competências essenciais para o sucesso do seu Negócio

Eduardo Mendes – Sócio-Diretor da MasterMind Treinamentos
“Quem Pensa Enriquece” – Napoleon Hills
Ao longo de 14 anos tem ajudado profissionais dos mais diversos setores a obterem melhores resultados profissionais e pessoais por meio de palestras, workshops e treinamentos que visam desenvolver habilidades em liderança, oratórias e vendas.

Design de Sobrancelha, Simetria Facial & Visagismo

Renata Barceli – Formada em Cosmetologia e Técnica em Estética
“Todo trabalho feito mais por amor do que por remuneração tem sucesso imediato.”
Docente em cursos de dermopigmentaçao para iniciantes e capacitação para formados com experiência de 10 anos. Criadora do método simétrica de ensino em visagismo e inventora da régua simétrica.

Marketing Pessoal na Internet

Taian Carvalho – Diretor de Marketing, pós graduado na ESAMC. Especialização no Canadá.
“A gente nunca sabe se aquela frase de Facebook é realmente do autor assinado.” – Nostradamus
Dicas importantes para você cuidar e promover o seu maior produto, “VOCÊ”. Esteja atento as armadilhas da internet e venda sua imagem de maneira honesta e inteligente.


Estudo de Colorimetria & Fototipos

Rodrigo Lopes – Consultor em pigmentologia
“Não basta saber, e preciso saber fazer.” – Gilmar Berteli
Técnico em Colorimetria e Pigmentologia, formado pela ABM, auxilia profissionais de todo o Brasil na correta utilização de cores e neutralização de trabalhos mal feitos e/ou cores fantasias.


Diagnóstico de Sobrancelhas

Marina Carvalho – Professora titular da Academia Brasileira de Micropigmentação
“Você é aquilo que faz continuamente. Excelência não é uma eventualidade é um hábito.” – Gilmara Ropelato
Atuante na área desde 2009, se tornou professora titular na Academia Brasileira de Micropigmentação Eliana Giaretta. Especialista em Colorimetria, Pigmentologia e Design. Criadora dos “21 passos da Sobrancelha Perfeita”.


O Universo das agulhas, técnicas, pele & fixação

Ana Paula Savoy – Instrutora Master em Micropigmentação Estética e Paramédica
“Nossos olhos podem ver 7.000.000 de cores, mas com apenas algumas faço você ser visto por milhões de olhares.”
Master em Micropigmentação estética e paramédica, busca de forma incessante a perfeição em seus cursos e procedimentos, atualizando-se constantemente em cursos, congressos, seminários e encontros no Brasil, Estados Unidos e Europa.

Micropigmentação x Tatuagem, mitos e verdades

Miquelangelo – Tatuador
“Um dia você aprende.” – Willian Sheakspeare
Formado em mecânica geral, desenho técnico e projetista pelo SENAI, entendido em máquinas de tatuagem e dermógrafos, falará sobre pigmentos orgânicos e inorgânicos, máquinas rotativas e dermógrafos.

Fio-a-Fio, Realismo e Realidade

Léo Calheiros – Especialista em MP Paramédica e Despigmentação, Colunista do Portal da Educação em Estética.
“80% da humanidade não sabe o que quer. 15% tem uma idéia. Somente 5% sabem o quê como e porque.” – Júlio Roberto Oliveira
Muitas nomenclaturas vem surgindo com a introdução do Fio-a-Fio no Brasil, porém o conceito é o mesmo, temos que ter sempre em mente o que é realismo e o que é a realidade.








Foi maravilhoso ver este público interagindo com todos nós! Quero deixar registrado aqui a presença de outros amigos queridos como James Olaya e Acácio Gouveia, como sempre lindos e antenados em tudo, estive também com Abigail Braga um grande nome em Fortaleza na Micropigmentação e uma grande parceira também. Estivemos também com os amigos Vânia Machado Micropigmentadora e André dos Santos representante da Bioevolution adorei conhecer voces! O dr Rafael Ferreira também esteve lá e como sempre com muita simpatia nos ajudou muito também! 



Aqui os Palestrantes com Eliana Giareta de vestido branco.


Bom gente o evento começou pontualmente, e transcorreu de maneira impecável, cada um deu ali seu melhor um show de talento e elegância a cada palestra. E quem foi sabe que até os macrófagos estavam arrasando!!!!! KKKKKKKKKK 



Ninguem pode ficar de fora do proximo evento que será muito maior que este viu!!!! Tem muita novidade por ai!!! Não percam o próximo: Encontro Nacional de Micropigmentadores

Um grande abraço a todos

Léo Calheiros